Glúten e Endometriose

quarta-feira, 16 de abril de 2014
postado por Tatiane K.

Finalmente encontrei um profissional abençoado Dr. Sérgio Fernandes Cabral Junior (http://instagram.com/drsergiocabral) na rede social onde trás estudos sobre a Endometriose X Alimentação. É um assunto do meu interesse, quero fazer a minha parte para amenizar os sintomas da Endometriose, quem sabe realizar o meu sonho: A cura da endometriose.



Há quase um ano eu evito o consumo de glúten, ainda quero chegar a uma alimentação 100% sem glúten (trigo, aveia, centeio, cevada...). Nesse período percebi uma mudança significativa com o corte do trigo, principalmente. A primeira coisa que percebi em imediato, foi as espinhas que sumiram, quase um passe de mágica. Quando consumo algum alimento com trigo, já aparece uma espinha me denunciando. Falei sobre isso no post do livro "Barriga de Trigo".

Outro fator que ao cortar o trigo elimina-se alguns quilinhos de gordura, ótima consequência rsrs. Nesse período baixei mais ou menos 5kg. Fica a dica para quem quer emagrecer. Começa cortando o glúten, em especial o trigo e logo verá bons resultados.

O Dr Victor Sorrentino (outro profissional abençoado) sugeriu o seguinte teste na palestra que deu no 1° Congresso On-line de Emagrecimento Saudável do Instituto Nacional Vida Saudável:

Cortar 100% do consumo de glúten por 24 dias e depois faz uma comparação do antes e depois.

Agora indo ao assunto do glúten com relação ao sintomas da endometriose, olha o que o Dr. Sérgio Fernandes Cabral Junior Mestre em Ginecologia Obstetrícia publicou no Instagram:

Estudo avaliou o resultado do emprego de uma dieta livre de glúten na qualidade de vida, de 207 mulheres com importante dor pélvica crônica (avaliaram -se também dor durante e fora do período menstrual e dor durante o ato sexual), relacionada à endometriose, durante um período de 12 meses de acompanhamento. Com uma DIETA LIVRE DE GLÚTEN:
  • 75% das pacientes relataram melhora estatisticamente significante da dor;
  • 25% dela relataram nenhuma melhora da dor;
  • nenhuma paciente relatou piora da dor.
Houve importante aumento nas pontuações para: função física e percepção geral da saúde, vitalidade, atividade social e saúde mental. 

A pesquisa concluiu que após 12 meses de dieta livre de glúten, os sintomas de dor associados à endometriose foram reduzidos. Estudo brasileiro foi um dos primeiros a mostrar a associação da DOENÇA CELÍACA (DC) - doença causada pela intolerância ao glúten, caracterizada por danos intestinais de fundo imunológico, com consequente mal-absorção de micronutrientes e uma variedade de manifestações clínicas - em mulheres com endometriose é comum. Estudo envolvendo 11000 mulheres com DC observou que essas pacientes apresentaram um risco aumentado de desenvolverem endometriose, sendo que o maior risco ocorreu no primeiro ano após o diagnóstico da doença (DC) e foi menor 5 anos após (interesante, uma vez que após a DC ser descoberta, as pacientes começam a evitar o glúten na dieta), mostrando que a endometriose pode estar associada com uma DC anterior.

Apesar de ainda existir muita controvérsia sobre a retirada do glúten da dieta,o seu afastamento deve ser cogitado no tratamento da mulher com endometriose, uma doença ainda pouco compreendida,mas que exige um desfecho positivo e urgente para muitas mulheres. Além disso, a possibilidade de afastamento do glúten da dieta ganha reforço não somente por evidências científicas recentes de associação glúten/endometriose, mas também por esse alimento não ser essencial à alimentação humana. Portanto, dispensável , pois a sua ausência não traz qualquer tipo de comprometimento à nossa saúde. Abre-se a possibilidade de afastá-lo da dieta pelo tempo que convier ao ginecologista, nutricionista , nutrólogo e paciente até que resultados sejam notados, pelo menos em sua qualidade de vida. 

Pode incluir eu na pesquisa? rsrs
Posso relatar que com a redução significativa do glúten na minha alimentação, senti melhoras com os sintomas da endometriose. Quase uma mulher "normal". Antigamente eu sofria muito, nem se compara com o momento atual.

No post Livro "Recipes for the Endometriosis Diet" tem as listas de alimentos que uma portadora de Endometriose deve evitar/excluir da dieta.


Fonte:
http://instagram.com/drsergiocabral

1 comentários:

  1. Poxa, me trouxe uma excelente ideia a leitura do seu artigo. Obrigada! Como é dificil conviver com essa doença,ainda mais quando se sabe tão pouco sobre. Temos q falar e falar muito dela, pois só quem sofre pode compreender verdadeiramente o quão, por vezes, desesperador e angustiante é o dia a dia portanto essa incógnita dolorida dentro da barriga.
    Vida longa ao seu blog e vamos em frente :)

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...