Pílula Anticoncepcional: Nunca mais!

sábado, 14 de junho de 2014
postado por Tatiane K.

Eu tomei o anticoncepcional por 9 anos por indicação do meu ginecologista, tratamento para Endometriose. Quando decidi ser mãe, parei de tomar, é obvio. Então percebi que algo não estava bem. Tive o diagnóstico de hipotireoidismo causado pelos longos anos tomando hormônio anticoncepcional fraquinho. Na verdade não existe anticoncepcional fraquinho, todos eles são péssimos.


A verdade é dura, mas infelizmente esse hormônio sintético pode causa câncer, a OMS (Organização Mundial da Saúde) reconhece isso. Além disso, tem o poder de:

  • Impedir a produção de Testosterona;
  • Prejudicar a tireoide (sou prova viva disso);
  • Celulites;
  • Atrapalhar na produção da Melatonina (principalmente de ingerir a noite);
  • Diminuir a produção dos hormônios noturnos como o Gh (hormônio de crescimento);
  • Aumentar o peso;
  • Diminuir a imunidade;
  • Trombose;
  • Diminuição da libido;
  • e muito mais.
Enfim, acaba com a vida de uma mulher.


O especialistas (qualidade de vida) indicam o DIU de cobre ou a Tabelinha. Eu não tenho coragem de colocar o DIU. Conversando com o marido vamos ficar com a tabelinha. Lendo o livro "Milagre da Gravidez" aprendi que devemos escutar e prestar a atenção nos sinais que o nosso corpo dá. Acompanhe seu ciclo menstrual, veja o que muda a cada fase, observe, anote, compare com ciclos anteriores. Se conheça.

Mulheres, conversem sobre isso com seus companheiros. Se ele realmente a ama, apoiará em optar por outro método que não seja o anticoncepcional (causando discórdia rs). Homens, cuide da sua companheira com amor.

Já usei e voltarei a usar o método da temperatura, o Natural Cycles. Eu tenho o termômetro. Não uso no momento, pois meu ciclo é irregular devido a amamentação, essa que devo prolongar até os 2 ou 3 anos da Lara. No momento é camisinha mesmo. Não sei se teremos um segundo filho. Vamos esperar e programar, se caso sim.

Conversando com mestre em Ginecologia, questionei o tempo que levaria para meu corpo expelir 100% desse veneninho. A resposta foi: 10 anos. OK! Fiquei quase uma década tomando, agora mais uma década para limpar.

Como tratar a Endometriose e a Síndrome dos Óvarios Policísticos ( SOP)?
Leiam as postagens do Dr. Sérgio Cabral em: 


Um desafio
Pega a bula do seu anticoncepcional hormonal e leia quais são os males que ele pode lhe causar. Geralmente está de uma forma menos ou mais explícita os seguintes malefícios: trombose venosa profunda, câncer de mama, câncer do colo do útero, tumores hepáticos e muito mais.

A informação está aí, cabe a nós mulheres decidir o que é melhor.

Uma página para acompanhar no Facebook, melhor seria que não existisse essa página: Vítimas de anticoncepcionais. Unidas a favor da Vida

Abraços

21 comentários:

  1. Tatiane vc já ouviu falar no doutor Ivandelio Sanctus? Ele é muito bom. Tem um canal no youtube dele e ele tbm tem um site, eu acho q é ivandeliosanctus.com.br
    Se informa! Ele ensina muitas coisas boas sobre saúde. Não dá pra explicar por aqui, mas entra em contato com ele, vê os vídeos dele q tenho certeza q ele pode te ajudar... Não conheço ele pessoalmente, mas o acompanho nas redes sociais... Vale a pena. Bjim :*

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Roberta, conheço sim, vi quase todos os vídeos e li o livro dele Síndrome da Decadência Biológica. Estou tentando agendar uma consulta com ele, parece que vai agendar só em outubro, atende via skype. Médico de doença não dá para contar muito, o jeito é buscar outras alternativas.
      Obrigada pela dica.
      Beijos

      Excluir
  2. Depois veja esse link: http://www.hcpa.ufrgs.br/content/view/7106/927/

    ResponderExcluir
  3. Mais interessante, ainda, o post na wikipedia sobre Ovário Policistico (http://pt.m.wikipedia.org/wiki/S%C3%ADndrome_do_ov%C3%A1rio_polic%C3%ADstico).
    Sou pesquisadora endócrina e, atualmente, pesquiso os malefícios dos disruptores endócrinos industriais sobre a saúde humana. O bisfenol (que vem a ser um disruptor endócrino), presente em quase todos os plásticos, está cada vez mais sendo apontado como grande vilão por trás da síndrome do ovário Policistico. Se quiser saber mais, indico o site www.pubmed.com, o melhor site de pesquisa médica do mundo. Use os termos bisphenol e Polycystic Ovary Syndrome.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por compartilhar esse material. Eu já troquei todos os potes de plásticos por de vidro. E claro, outras substituições. 100% livre de plásticos, só se mudar para outro planeta, mas estou tirando o máximo possível. Tanto é que estou livre do SOP quase um ano.

      Excluir
  4. Bom dia! Obrigada por compartilhar sua história.

    Há uns 6 anos sofria com mutias cólicas (nunca havia tomado anticoncepcional, evitava, pois, apesar dos 21 anos, já tinha uma variz), o diagnóstico possível foi endometriose.

    Suportei as dores por mais um tempo. Em 2012, não aguentava mais, então, a médica receitou anticoncepcional de baixa dosagem (com progesterona e estrogênio). Agora, em 2015, estou querendo mudanças, pois estou com várias varizes. Não que tenham sido causadas apenas pelo anticoncepcional, até porque eu já tinha uma antes, mas acredito que ele tenha contribuído, pois não sou sedentária e tenho o peso em dia.

    Como não pretendo fazer a videolaparoscopia esse ano, a médica receitou que mudasse para um anticoncepcional só de progesterona.

    Em minhas pesquisas pela internet, encontrei uma mulher, que tem um blog, que teve grandes avanços na melhora da doença (conseguiu ficar grávida sem métodos artificiais e não tem mais dores, nem evolução da doença) deixando todos esses hormônios de lado e vivendo uma vida completamente mais saudável (sem bisfenol, sem qualquer industrializado, sem corante, sem conservantes, sem soja, sem lactose, sem cosméticos com xenoestrógenos, etc).

    Eu estava querendo seguir esse exemplo, mas estava com receio de não atingir os objetivos, pois a minha vida já é relativamente saudável (e ainda assim vivo com o problema). As mudanças que eu preciso, de fato, são as mais drásticas (cortar completamente carne vermelha, cosméticos com produtos "ruins", etc), pois as mais "moderadas", como, reduzir gluten, lactose, frango com hormônio, bisfenol, eu já faço.

    E essa "fase mais drástica" fica ainda mais difícil diante do convívio social, pois, aos finais de semana, por exemplo, não é nada fácil encontrar comidas sem glúten, conservantes, corantes, etc, em restaurantes pizzarias.. Pelo menos não em Santa Catarina. E isso acaba se tornando complicado, pois você se torna uma companhia "inconveniente", "chata".. Você também tem esse tipo de dificuldade?

    Agradeço muito por compartilhar sua história, pois assim eu vejo que já são duas pessoas que tiveram melhoras nos seus problemas de endometriose e SOP "apenas" mudando o estilo de vida, o que me dá mais incentivo e indicação de que talvez esse, de fato, seja o caminho a seguir.

    Pretendo me consultar com uma Nutróloga para ter uma ajuda mais especializada, pois meus familiares ficam "com receio" das minhas pesquisas próprias na internet, hehe (não sou formada em nenhum curso de ciências da saúde, muito pelo contrário, em Direito) - e claro, a ginecologista não apoia nem um pouco. Você procura qual especialidade médica para te ajudar?

    Muito obrigada!! Bjos!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A pílula anticoncepcional realmente é um veneno, minha irmã tomou e teve Trombose. Eu não tomo mais, existem outras alternativas.

      Para a Endometriose acho que tem controle, mas tem um preço, cosméticos orgânicos, Vitamina D alta (dizem que cura tudo), atividades físicas, controle do stress e a alimentação mais natural possível.

      A alimentação estou seguindo mais ou menos o que escrevi nesse post:
      http://www.bytatiane.com/2014/07/livro-recipes-for-endometriosis-diet.html

      Vi num fórum de Portugal que uma mulher conseguiu a cura da endometriose seguindo esse livro. Por isso, comprei o livro.

      Eu saio 20% das vezes da alimentação natural e saudável. Nos eventos eu como o que tem servido, pois sendo radical fica complicado levar um novo estilo saudável para sempre.
      Tem algumas coisas que eu não como nem pagando, como refrigerantes e salsichas.

      Eu procurei uma profissional que fez pós graduação com o Dr. Lair Ribeiro, manda e-mail para mim (tatianekmonteiro@gmail.com) que te passo os contatos que eu tenho do Sul e que são especializado em Saúde.

      Abraços,
      Tatiane


      Excluir
    2. Oi Tatiane.Tambem moro em SC. Tenho SOP, e já tive um episódio de tromboelia. Parei com o anticoncepcional a uns dois meses, mesmo contra a médica.Estou atrás de médicos também aqui pelo sul,que ofereçam outros tipos de tratamento para SOP. Se você puder me enviar esses contatos fico grata. Meu email é juliguidarini@gmail.com

      Excluir
  5. Tenho 37 anos e tomei a pílula durante 20 anos! Comecei por indicação médica porque tinha quistos e depois continuei a usar como método anticoncepcional só parei para engravidar. Ao longo do tempo foram aparecendo as varizes, a celulite, problemas com a tiróide, diminuição de desejo sexual e depois de terem ocorrido mortes, alegadamente, devido ao uso da pílula, deixei de tomar há um mês! Falei com o meu marido e vamos optar pelo preservativo, não quero mais químicos!

    ResponderExcluir
  6. Olá Tatiane...
    minha história n é mto diferente, tenho 27 anos ...tinha relação sexual desde os 21 anos sem anticoncepcional, más morria de cólicas, vômito e diarreia....minha ginecologista suspeitou de endometriose devido aos sintomas, tem quase um ano q comecei a tomar e senti melhor nos sintomas da tpm q era braba...era mto magra e até ganhei uns quilinhos. Comecei com o Elani 28 ai tive hemorragia 30 dias e troquei por Tâmisa 30 e tive alguns escapes, q é normal...recentemente descobri ser celíaca, estou querendo parar com a pílula devido a probabilidade de desenvolver doenças vasculares ( histórico familiar). Minha nutricionista pediu tbm pra parar....mas receio a endometriose, pois já tenho predisposição a ser infértil por ser celíaca...sem contar q fico de cama com a Tpm devido às reações, e desejo mto engravidar. Qual tratamento vc faz pra endometriose, pq minha médica disse q só tem a pílula ou a vídeo...q acaba voltando tbm além de ser mto invasiva ...estou num mato sem cachorro pois n sei qual doença evitar rsrsrs ...o q me aconselharia...obrigada desde já por compartilhar sua trajetória bjus

    ResponderExcluir
  7. Olá Tatiane...
    minha história n é mto diferente, tenho 27 anos ...tinha relação sexual desde os 21 anos sem anticoncepcional, más morria de cólicas, vômito e diarreia....minha ginecologista suspeitou de endometriose devido aos sintomas, tem quase um ano q comecei a tomar e senti melhor nos sintomas da tpm q era braba...era mto magra e até ganhei uns quilinhos. Comecei com o Elani 28 ai tive hemorragia 30 dias e troquei por Tâmisa 30 e tive alguns escapes, q é normal...recentemente descobri ser celíaca, estou querendo parar com a pílula devido a probabilidade de desenvolver doenças vasculares ( histórico familiar). Minha nutricionista pediu tbm pra parar....mas receio a endometriose, pois já tenho predisposição a ser infértil por ser celíaca...sem contar q fico de cama com a Tpm devido às reações, e desejo mto engravidar. Qual tratamento vc faz pra endometriose, pq minha médica disse q só tem a pílula ou a vídeo...q acaba voltando tbm além de ser mto invasiva ...estou num mato sem cachorro pois n sei qual doença evitar rsrsrs ...o q me aconselharia...obrigada desde já por compartilhar sua trajetória bjus

    ResponderExcluir
  8. Olá,espero que veja meu comentário...vc não teve problemas com acne ao parar com o aco?

    ResponderExcluir
  9. MARAVILHOSO o seu texto! mas fiquei na dúvida os injetáveis são uma boa opção? Você sabe me informar melhor sobre esse método? Achei este link http://www.cyclofemina.com.br/ mas gostaria de mais informações. Agradeço a atenção!

    ResponderExcluir
  10. Gente, oq vcs acham do diafragma? Tenho 21 anos e estou buscando alternativas pra nao ter q começar a tomar o anticoncecional e dentre eles achei o diafragma iai oq vcs me dizem?

    ResponderExcluir
  11. Oi Bel, conheço seu Blog há um ano e já segui várias dicas, inclusive fiz massagem com a Raquel qnd tinha tempo! Queria saber se vc pode indicar a sua ou então alguma ginecologista.... Eu recentemente me decepcionei muito com a minha e já fui a outra mas não gostei, estou precisando muito ir pois tenho suspeita de endometriose e quero parar de tomar a pílula, acho q vários probleminhas q estou tendo são por causa dela. Agradeço muito! Adoro seu blog! Beijos :*

    ResponderExcluir
  12. Olá meninas, venho aqui mais para compartilhar experiências. Tenho 30 anos e desde os 24 luto contra candidíase de repetição. Fui em mil e um ginecologistas fazer muitos tratamentos e nada. Há 2 anos fui numa gineco do Einstein que me disse que tomar pílula anticoncepcional melhoraria a minha candidíase, pois deixaria meus hormônios estáveis, além de controlar minhas cólicas menstruais (horrosas, de vomitar e de me fazer ir embora do trabalho) e a minha endometriose (no meio dos mil exames descobri endometrioma no ovário esquerdo e nos ligamentos uterinos esquerdos). Eu nunca havia tomado pílula, fiquei com medo, mas acabei me rendendo. Tomei a pílula e minha libido desapareceu do mapa. Troquei de pílula após 3 meses, nada de libido, ainda comecei a ter pêlos no queixo (descobri depois que algumas progestinas de pílula têm ação androgênica) e a candidíase foi de um nível péssimo para desastroso (antes tinha a cada 2 ou 3 meses, passeia ter todo mês). Mudei de gineco, parei com pílula e pedi para que a médica me aconselhasse no que pudesse para controlar a endometriose e a candidíase sem remédio forte. Ela me disse que somente muito exercício físico e dieta controlada e saudável. Nesse meio tempo, além de me dedicar a cuidar das atividades físicas, fui num homeopata que me receitou a progesterona natural transdérmica para aliviar as cólicas e controlar a endometriose e a candidíase (ele disse que pelos sintomas eu tinha predominância estrogênica). Passei então a usar a tal progesterona natural por alguns meses. Resultado disso: fiquei com uma letargia que nem tenho como explicar, sentia uma fadiga e um desânimo que era como se eu fosse morrer, parecia uma hipocondríaca, ninguém mais me aguentava, pois eu estava sempre mal. Além de tudo, fiz um tratamento de varizes e o que era para ficar bom em 1 mês, levou quase 1 ano inteiro, drenando coágulos que se formavam na área tratada e tudo por quê? Pelo excesso de progesterona. Parei com a maldita e os coágulos diminuíram em 1 mês radicalmente! A candidíase também não foi embora, cólicas continuaram e minha libido continuava ausente do meu ser. Foi quando fui para uma endocrino para ver se eu estava com o metabolismo destruído. Fiz mil exames e nada de anormal, mas (novamente) pelos sintomas, eu tinha um pouco de SOP apesar de não aparecer microcistos ovarianos (hein???), a médica me indicou muita malhação e glifage para controlar a glicemia (eu tinha um pouco de hipoglicemia reativa). Tomei o tal glifage, não sei o que ele fez, mas nos primeiros 3 meses minha libido explodiu, foi uma felicidade. Produzi muito muco cervical (ótimo pra lubrificação) e a médica achou que talvez eu não estivesse ovulando. A candidíase continuou a mesma e as cólicas pioraram (acho que pq passei a produzir mais hormonios pelo aumento da função ovariana). Após 3 meses, mesmo continuando com os exercícios e dieta mais o glifage, a libido voltou a ficar baixa. Nesse tempo todo que estou contando, fiz ultrassom a cada 6 meses para ver se a endometriose estava evoluindo e, graças a Deus, ela está estacionada ao menos. Passei a ir, por indicação, numa ortomolecular que constatou que meu cortisol estava bem baixo e que talvez eu tivesse desbiose (flora desregulada). Tenho gastado muita grana com medicações tipo lactobacilos de todo tipo e fitoterápicos (Rhodiola, entre outras), vitaminas e tal. Minha disposição física na academia aumentou muito, meu sono melhorou, mas minha candidíase está aí. A endometriose está estacionada, ao menos, e continuo com cólicas. É impressionante como os médicos ficam perdidos quando algo sai do protocolo e como eles prescrevem coisas sem embasamento, com achismos. Fico muito arrependida de ter tomado pilula, pois nunca mais a minha libido foi a mesma (eu tinha muuuuuita libido mesmo, tinha orgulho disso) e hoje estou muito triste, é como se eu não fosse mais a mesma e fora a candidíase que ataca todo mes...acredito que tudo começou com alguma porcaria tóxica.

    ResponderExcluir
  13. Faz 6 meses que parei de tomar a pílula! Tenho 26 anos e tomava desde os 15! ou seja, mais de 10 anos tomando.. eu tomava o selene para acne e espinhas.. soube dos malefícios da pilula ao ver um vídeo do Dr Lair Ribeiro sobre hormônios bio-idênticos, parei de tomar mas com muito receio de que a acne e espinhas iriam voltar.. mas como já havia mudado minha alimentação - exclui açúcar, carboidratos (pão principalmente) as acnes diminuíram mais ainda!!! então descobri que o que causa acne é o trigo e o açucar e não a gordura! (gordura boa claro: oleo de coco, banha de porco) o único problema que ainda tenho é espinha q surge antes do fluxo menstrual o que sugere que é causada por hormônios que no meu caso ainda estão desregulados.. outro medo que tinha de parar com a pilula era desregular meu ciclo menstrual mas isso não aconteceu! meu ciclo varia de 25 a 28 dias e isto está otimo para mim :D

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ola, tenho estes mesmos sintomas, entre em contato comigo kaa_amorim@hotmail.com . Tenhor 29 anos e tomo desde os 15 a pilula devido a acne. Vou fazer igual a voce.

      Excluir
  14. Oi! Que legal a sua matéria! Tenho 23 anos e tomo essa porcaria desde os 18. Tenho SOP e é tão difícil achar alguém (principalmente profissionais da saúde) que não "tratem" a síndrome com a pílula.
    Comecei uma alimentação low carb. Espero que resolva o problema. Além disso estou pensando em usar o DIU de cobre.

    Obrigada pelo texto e por compartilhar a sua experiência!

    ResponderExcluir
  15. Olá Tatiane, tudo bem?
    Bom, me chamo César e estou muito preocupado com a minha noiva. Agora estamos vivendo juntos e, acompanho muito os conselhos do Dr. Lair Ribeiro. Vendo seus videos, vi ele falando sobre o mal que o anticoncepcional faz. Eu e minha noiva temos relações sexuais sempre sem camisinha, confiamos nos método da pílula, no entanto, estou preocupado com a saúde dela ao longo dos anos. Gostaria que ela parasse de tomar, existe algum método que vc nos recomenda pesquisar? Isso, claro, se quisermos continuar com relações sexuais sem camisinha.
    Agradeço a atenção e fico muito feliz com seu post.

    ResponderExcluir
  16. Uso o Natural Cycles há mais de um ano e foi a melhor coisa que eu fiz! <3

    Se alguém quiser um DESCONTO DE 10% e um TERMÔMETRO GRATUITO INCLUIDO, é só comprar a Natural Cycles por esse link: https://app.naturalcycles.com/?webSignup=1&refId=01ac1b5fdd0d49bead8fde728e817508&refCode=referralid10#/reg-reg

    Se alguém quiser saber mais sobre ele, fiz um post explicando bastante coisa aqui: https://www.facebook.com/Jujuzets/posts/1594732753878767

    Amei a matéria <3

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...