Como prevenir cólicas em bebês: Minha experiência

sexta-feira, 10 de fevereiro de 2017
postado por Tatiane K.

Hoje vou revelar o segredo da Lara não ter sofrido as terríveis cólicas nos primeiros 3 meses de vida: Probióticos.


Quando estava no terceiro mês de gestação (janeiro/2014) li um estudo que foi publicado na revista americana Jama Pediatrics. Neste estudo clínico envolveram 468 recém nascidos saudáveis. O resultado mostrou que os bebês que tomaram o probiótico Lactobacillus reuteri Protectis choraram menos de metade do tempo do que os bebês a quem foi dado um placebo.

Conclusão do estudo: Uma dose diária de probióticos pode aliviar alguns problemas digestivos em bebês. Sem contar na redução dos stress dos pais, além das visitas extras ao pediatra.

O laboratório Ache lançou no Brasil o Probiótico Lactobacillus reuteri com o nome de Colikids. O Lactobacillus reuteri é um probiótico encontrado no leite materno e foi isolado sob a forma de remédio. 

Levei esse estudo para a minha nutricionista Dra Fernanda Neckel, ela pesquisou mais sobre o assunto e optou pela minha suplementação abaixo:

109 UFC de cada bactéria:
- Lactobacillus acidophilus
- Lactobacillus rhamnosus
- Lactobacillus casei
- Bifidobacterium lactis
- Bifidobacterium bifidum

Com 6 meses de gestação comecei a suplementar com probióticos com 1 sachê antes de dormir. Essa suplementação foi até 4 meses pós parto. Depois disso, suplemento duas vezes ao ano conforme orientação.

Em Joinville, a manipulação foi na farmácia de Manipulação Catarinense. Lembro que o valor mensal era pouco mais de R$ 100,00. Investimento que valeu a pena.

De acordo com Departamento Científico de Nutrição da SPSP, o leite humano é rico em bactérias tipo Lactobacilos e Bifidobactérias que colonizam precocemente o intestino e promovem a instalação de uma microbiota saudável. É importante comentar que o leite materno é o mais perfeito fornecedor de probióticos ao lactente: seu uso exclusivo até o 6º mês de vida e após este período, em conjunto com a alimentação complementar, é a ação mais adequada para o estabelecimento de uma microbiota saudável e todos os benefícios associados.

Nos primeiros 3 meses da Lara também optei por uma dieta mais restrita com acompanhamento da nutricionista. De acordo com algumas pesquisas os principais alimentos que podem ocasionar cólica no bebê são:
  • Banana
  • Cafeína (café, chá preto, chá verde, cacau)
  • Cebola 
  • Crucíferas (brócolis, couve, repolho, couve-de-bruxelas)
  • Leguminosas (feijão, lentilha, grão de bico, ervilha, soja, vagem)
  • Leite e derivados (queijo e iogurtes)
  • Pepino
  • Pimentão
  • Pimenta 
Porém nem todos esses alimentos são causadores, eu evitei esses alimentos. Fiz o teste consumindo a banana, a Lara ficava se contorcendo com os gases. A barriguinha ficava inchada. 

Ela chorou apenas uma tarde de cólica, eu tinha consumido uma canjica deliciosa de leite que a minha irmã fez. Depois disso, tirei o leite da minha alimentação por 3 meses. Por isso, a alimentação adequada da mulher que amamenta é fundamental para se prevenir cólicas do bebê.

A Dra. Fernanda Padovani sugere em um dos seus posts no Instagram o uso de sachês/cápsulas de probióticos, glutamina, biomassa/farinha de banana verde, batata yacon, kefir... são boas opções a serem incluídas na dieta das mães.

Quando a Lara ficava com a barriga inchada fazíamos duas massagens que o Osteopata (não lembro o nome) ensinou.

Pé de gatinho:
Imitando os pés do gatinhos, fazendo leve pressão do estômago em direção a barriga.



Pressão no abdômen:
Uma leve pressão no estômago do bebê e ao mesmo tempo levantar as perninhas para pressionar o abdômen.


Além desses dois exercícios, fazíamos também a famosa bicicletinha.

Era só fazer os três exercícios e esperar alguns minutos. Depois já vinha os gases e o cocô. Com isso, vinha o alívio para todos. Bebê calminho para dormir e descanso para os pais.

Além disso, na hora de dormir colocávamos Almofada Térmica na barriga da Lara, por cima da roupa. Lembro uma vez que o marido esqueceu no forno e queimou. Em Joinville encontra na Botica do Valle.

Para as cólicas tem outras estratégias para minimizar a cólica, como:
  • Fazer massagem circular na região do abdômen;
  • Colocar compressa morna; 
  • Banho morno;
  • Deixar o bebê de bruços no colo.
Outra opção para o alívio das cólicas é o Colic calc, ele é um fitoterápico que contém nove ingredientes naturais com propriedades de alívio para as cólicas do bebê. É considerado seguro e livre de corantes e sem efeitos colaterais. A notícia ruim que é vendido nos EUA em qualquer farmácia, e no Brasil somente por importação, em sites especializados. É uma opção de compra durante a gravidez para os momentos de sufoco.

A pediatra Dra Kelly Oliveira considera o mais seguro para ser utilizado pelos bebês.

Se alguém tiver mais alguma dica, compartilha!

Abraços,
Tatiane


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...