Disfunções ginecológicas e sua relação com a alimentação

quinta-feira, 19 de abril de 2018
postado por Tatiane K


As disfunções ginecológicas vem crescendo cada vez. As mais comuns são: Síndrome do Ovário Policísticos, Miomas Uterinos e a Endometriose.

Síndrome do Ovário Policísticos (SOP) é caracterizada pelo desiquilíbrio dos hormônios sexuais femininos, com o aumento dos andrógenos, com isso: altera-se o ciclo menstrual, crescimento de pelo, acne, em exame de imagem, apresenta esses ovários com pequenos cistos que pode provocar até infertilidade.


As causas são diversas, como desordens endócrinas, principalmente alterações nas glândulas adrenais (sim, na Adrenal, não basta olhar somente os ovários), na hipófise e o hipotálamo (comando). Na Iridologia (leitura da íris) é possível visualizar a pré-disposição para esse quadro. 
Obs: Na Medicina Naturalista NÃO vemos doenças, vemos disfunções.

Já na medicina convencional já tem o SOP com uma forte resistência insulínica. O excesso de carboidratos que provoca muito a insulina e quando se dá conta, criou-se essa resistência.

Precisa-se remover o causador (excesso de carboidratos), priorizar os bons carboidratos. Não esquecendo da Atividade Física.

Cada órgão precisa-se um nutriente especial. E o nutriente excelente para os ovários e o útero é o zinco. O zinco está essencialmente nas sementes. Ideal associar o zinco ao cromo. O cromo é muito importante para as pessoas que sofrem de resistência insulínica, diabetes, obesos, e também na Síndrome de Ovários Policísticos. Além disso, a Vitamina E.

Existe suplementação no mercado especifica para o SOP, porém, antes de tudo, retirar o causador.


Os Miomas Uterinos é caracterizado por um engrossamento da parede interna do útero formando nódulos, as vezes por dentro, as vezes por fora. 

Sintomas como dor pélvica, hemorragias uterinas podendo levar quadros de anemias, incontinência urinária, problemas intestinal pela pressão mecânica do mioma. Quando a mulher é mais jovem pode causar infertilidade.


A medicina convencional ainda não tem uma causa especifica para o aparecimento dos miomas. Muitos médicos reconhecem que a proteína animal agravam a situação dos miomas, como: carne, leite, principalmente frango.

A alimentação vegetariana favorece para os desaparecimentos dos miomas ou o alívio dos sintomas.

O útero depende principalmente dos nutrientes como vitamina E, cobre associado ao zinco.


A Endometriose tem atormentado as mulheres nos últimos anos. 

Parte do endométrio, aquele tecido que reveste a parte interna do útero, ele que se prepara para receber uma nova vida e não acontece a fecundação, sai o revestimento em forma de menstruação. É comum em grande parte das mulheres um pequeno refluxo desse sangue. Vai para algumas cavidades e com estímulo dos ovários ocorre a proliferação celular desse tecido desse endométrio por fora do útero, ligando as trompas uterinas, ovários, bexiga, parede do intestinos, até no pulmão.


Provoca muita dor, cólica, ciclo irregulares, maioria das vezes, a infertilidade.

Causa: medicina convencional não sabe explicar.

Terapeutas Naturistas olhamos a questão anatômica do intestinos. Devem imaginar que todos tem aquele intestino dos Atlas, antes fosse. 

Na iris observamos um intestino espasmáticos. Esses espasmos com retenção tóxica na parede intestinal, com quadros de constipação cronica (auto intoxicação). Analisamos também alterações de hipotálamo, hipófise, toda a parte hormonal associado ao estilo de vida que faz mais e mais aumentar o número de mulheres com endometriose.

O que agrava um quadro de endometriose: proteína animal e carboidratos.
Evite: Carnes em geral, leite e derivados, trigo e açúcar.

Comer o que? Todo o resto. Na imagem baixo alguns exemplos.


Lembrando que o industrializado é um produto alimentício, esse não conta como alimento.

Primeiro e super alimento amigo da mulher é o melão com sementes. Bater no liquidificador sem água, tomar sem coar.

Abraços


0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...